10 dicas antes de abrir uma franquia barata

Confira 10 dicas antes de abrir uma franquia barata segundo o diretor de microfranquias da ABF, Edson Ramuth

 

Neste artigo você confere 10 dicas antes de abrir uma franquia barata. Os cuidados e os detalhes a serem analisados. O setor tem crescido bastante no últimos anos, mas é necessário sempre atenção na hora da escolha, para ter certeza de um ótimo investimento.

As franquias baratas (ou microfranquias) aquelas que custam até 80 mil reais tem crescido bastante nos últimos anos. Em 2012 o faturamento foi de R$ 4,5 bilhões, segundo a ABF (Associação Brasileira de Franchising), ou seja 22% de aumento em relação ao ano anterior. Em 2013 o aumento foi de 29% alcançando um faturamento de R$ 5,9 bilhões de reais. Tão crescimento reflete ao aumento das novas unidades adquiridas, e também das novas marcas que vem surgindo no franchising.

O investimento nas franquias baratas são de até 80 mil reais, e o franqueado pode ter um faturamento de até 30 mil reais. São diversas marcas e modelos em vários setores desde alimentação, serviços, tecnologia, cursos e muito mais.

Com investimento inicial de até R$ 80 mil e faturamento mensal de, no máximo, R$ 30 mil, as microfranquias se tornaram uma opção de negócio para empreendedores que buscam uma oportunidade de baixo custo.

O grupo UOL entrevistou o diretor de microfranquias da ABF (Edson Ramuth) que destacou 10 dicas importantes antes de abrir uma franquia barata. Confira:

 

1. Escolher um setor que você goste e tenha afinidade

Uma empresa tem maior chance de sucesso quando o empresário gosta do ramo. As coisas fluem com mais facilidade e com maior lucratividade.

2. Avaliar o cenário econômico e o impacto no setor

Avaliar o mercado do setor, os pontos de alta e baixa. Desta forma você terá mais certeza de estar fazendo um bom investimento.

3. Acompanhar tendências do mercado

Acompanhar as tendências do setor de franquias escolhidos, os lançamentos e como o público está absorvendo essas novidades.

4. Optar por franquias que tenham unidades próprias

Escolher franquias que tenham também unidades próprias. Isso prova que ela realmente entende do assunto. “Como uma rede pode oferecer suporte a seus franqueados sem ter experiência à frente do negócio? Quanto mais unidades próprias ela tiver, maior será a especialização dela na área”, diz Ramuth.

5. Analisar e avaliar o suporte e entrar em contato com franqueados

Redes que estão há mais tempo no mercado são investimentos mais seguros, enquanto que as mais novas oferecem mais riscos por ainda não estarem consolidadas.

Além disso, é importante verificar qual o suporte oferecido pela franquia e que tipo de treinamento ela proporciona aos franqueados.

6. Pesquisar a cidade onde deseja instalar a franquia

Escolher a cidade e analisar se poderá ser bem aceita pelo público alvo. Algumas marcas podem ir bem em uma cidade, mas em outra não. Também é necessário analisar bairros, e até mesmo a rua. As vezes é melhor instalar em um shopping do que em uma rua no centro da cidade.

7. Avaliar o custo se cabe em seu bolso

Outro item importante é a questão do custo. As vezes o investidor tem o valor da franquia, mas esquece do valor necessário para o capital de giro da empresa. Aí acaba sendo necessário recorrer a bancos para posterior empréstimos prejudicando o inicio da franquia.

8. Ter disciplina e montar uma rotina de trabalho

Existem opções das franquias baratas no conceito “home-based”, para se trabalhar a partir de casa. Porém é necessário muita dedicação, e planejamento nos horários, para não deixar a produção e tarefa de trabalho de lado.

9. Conversar alguns franqueados da marca

Converse com outros franqueados que já estão no negócio. O objetivo é saber se a marca dá suporte, treinamento e realmente se eles tem tido resultados positivos a frente do novo negócio.

10. Colocar a “mão na massa”

Diferente das grandes marcas de franquias, as vezes no começo o franqueado terá que iniciar sozinho ou com uma pessoa ou duas. É inviável sair contratando várias pessoas, pois encarecer no custo mensal do negócio. “O franqueado vai precisar colocar a “mão na massa” e ir em busca para atender os novos clientes” diz Edson Ramuth .

 Confira também 50 franquias baratas de sucesso.

Fonte: Uol

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *